USB – Padrão de conexão “ligar e usar”

Quem utiliza computador sabe muito bem o que é… A necessidade de desligar para instalar e configurar um novo periférico sempre era constante, mas com o padrão USB (Universal Serial Bus) e PnP (Plug and Play) fez diminuir toda complicação existente.

Neste artigo, vou colocar uma explicação básica sobre conexão USB, muito utilizada hoje em dia para conectar vários dispositivos.

O USB é um barramento serial universal que permite uma expansão externa do computador a uma velocidade de comunicação de até 480 Megabit/s no usb 2.0, e 4,8 Gigabit/s no usb 3.0. Por ser um barramento serial, possui apenas 4 contatos, dois para transmissão dos dados (um para enviar, outro para receber) e os outros dois para transmissão de eletricidade e pode ter comprimento máximo de 5 metros.
Conexão USB
Com este barramento é possível conectar teclado, mouse, câmera digital, modem, unidades de armazenamento, etc. Tirando todo os benefícios da arquitetura plug-and-play quando os periféricos podem ser conectados e desconectados mesmo com o computador ligado.
A placa-mãe possui duas ou mais portas USB, podendo ser instalados até 127 periféricos em cada uma delas. Só é possível instalar um periférico em cada porta USB, sendo que para instalar o restante é necessário uso de um hub USB. Cada hub USB é ligado a uma porta USB na placa-mãe e suas demais saídas são ligadas aos periféricos ou a outro hub em cascata até chegar ao número de 127 equipamentos ligados na mesma porta.
Mouse USB
A configuração de um periférico USB é feita sem muita dificuldade. Ao efetuar a conexão, o Windows detecta automaticamente e logo joga um assistente na tela, bastando colocar um CD ou DVD contendo o driver necessário para completar a instalação.
Hub USB

Conclusão sobre a conexão USB

Hoje, é usado para conectar pen drives, alguns celulares, câmeras digitais e muitos outros dispositivos compatíveis com a conexão USB. Eu acho este tipo de conexão muito importante, além de não necessitar abrir o computador só para instalar um HD, esse tipo de conexão tem grande velocidade de comunicação e não necessita quebrar a cabeça com configuração e instalação, pois logo o Windows faz tudo sozinho. Até a próxima!
  • Olá Fabiano,

    Sempre que passo por aqui aprendo algo novo e hoje foi mais um dia.

    Só para descontrair, recebi por e-mail esses dias a “bruxaria” do USB, que temos 50% de chances de colocar certo na entrada, e 90% das vezes colocamos o cabo errado! rsrs

    Abraços :)

  • Bruno,

    Obrigado pelo comentário. A internet tem sempre algo novo para oferecer todos os dias!

    O erro de encaixe na entrada é muito comum, temos poucas chances de acerto e conseguimos diminuir mais, kkkk

    Grande abraço!