Correção de falha pode limitar desempenho em processadores Intel

processadores intel

Uma nova falha de segurança em processadores da Intel exigirá mudanças no kernel do Windows e do Linux para não ser explorada em ataques.

O problema é que as mudanças necessárias para impedir que a falha seja explorada podem causar problemas de desempenho nos PCs equipados com os processadores da Intel. A velocidade deve diminuir entre 5 e 30%, dependendo da aplicação

De acordo com o site The Register, a falha basicamente permite que programas utilizados normalmente ou programas maliciosos possam acessar o layout ou o conteúdo da memória do kernel, que deveria ser protegida.

A correção visa separar completamente a memória do kernel dos processos do usuário usando algo chamado Kernel Page Table Isolation ou KPTI.

Os processadores da AMD não são afetados pela falha. Ela afeta apenas máquinas equipadas com processadores da Intel rodando o Windows, Linux e até mesmo o macOS.

A Microsoft já está trabalhando em um patch para o Windows, que deverá ser disponibilizado na próxima semana como parte do ciclo mensal de atualizações da empresa.

No caso do Linux, a comunidade open-source também está trabalhando nas mudanças no kernel. Alguns patches já foram produzidos, mas por causa de um embargo eles ainda não podem ser publicados.

Os maiores afetados podem ser os serviços de nuvem como a Azure e a AWS da Amazon, já que perderão desempenho e precisam evitar a qualquer custo que um software em uma máquina virtual afete a máquina hospedeira.

O post do site The Register traz mais detalhes sobre a falha. Confira na íntegra aqui.